quarta-feira, junho 02, 2010

Incompletude

Te amo,
Mas isso você já sabe...

Te quero,
Mas isso você já sabe...

Te adoro,
Mas isso você já sabe...

O que você, nem eu,
Podemos saber,
É o tamanho de um nada
Que não completamos
E que diz tudo...

12 comentários:

Carol Morais disse...

Nossa, Patrícia. Que coisa mais linda.
Realmente, quando amamos alguém e sabemos que esse amor é assim, sólido e verdadeiro, a gente sabe que o outro sabe de muita coisa.
O que a gente não sabe é o que está além de nossa visão e de nossos sentimentos.

Lindo. Amei. Mas, isso você já sabe!

Um beijo

Helcio disse...

Um nada que diz tudo...um nada feito de muitas coisas, inclusive, de tudo, por isso, imensurável, o que nos impede de saber o tamanho.
E o tamanho da saudade implícita numa lágrima sorridente? Isso eu não sei.

Sylvia Araujo disse...

E o nada diz tanto... e mesmo que seja praticamente impossível completá-lo, ainda assim tentamos. Mesmo que seja pra nos encher de outros tantos nadas, que nos preenchem os dias.

Uma lindeza, Patricia.

Beijoca enorme pra você

Ivan Bueno disse...

Patrícia,
Lindo isso! O tamanho de um nada incompleto que toma conta de tudo, isto nunca saberemos.
Aliás, do que sabemos na vida, em verdade é tão pouco. Achamos que sabemos, mas quanto mais sabemos, mais descobrimos não saber. Socrático, isto, né? Clichê, mas verdadeiro.
Beijo grande, poeta.

Ivan Bueno
blog: Empirismo Vernacular
www.eng-ivanbueno.blogspot.com

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Adorei!

Geraldo de Barros disse...

nossa que lindo isso =)


beijo,
G.

Patrícia Gonçalves disse...

Carol, obrigada. Justamente esse algo que está além é que muitas vezes pesa em um relacionamento.

que bom que gostou!

beijos querida!

Patrícia Gonçalves disse...

Hélcio, eu também não, mas gostei de uma lágrima sorridente!!!

beijos

Patrícia Gonçalves disse...

Syl, sempre tentamos o impossível, ainda mais no que diz respeito aos relacionamentos. Mas, acho que o perigo mora aí, nos encher de tantos outros nadas que não dizem nada...

beijo enorme!

Patrícia Gonçalves disse...

Caro viajante inter-galáctico, um nada incompleto que não damos conta e não completamos por desconhecer, mas que se faz muito presente na ausência. Estranho, não?

Acho que por isso buscamos tanto, para preencher a angústia de nada saber.

Beijo grande, Ivan.

Patrícia Gonçalves disse...

Rebeca e JoTa Cê, que bom que gostaram. Apareçam sempre, do jeito que quiserem!!!!

beijos!

Patrícia Gonçalves disse...

G., obrigada! lindo mesmo são seus posts!

Beijo