sábado, julho 31, 2010

Sonhar o ser

Quando criança
sonhava muito...
falar vários idiomas...
viajar a todos os mares...
quis ser cientista
pra dissecar cadáveres,
conhecer extraterrestres,
viajar pra um planeta distante...

maior,
pensei em ser banqueira,
pra me tornar milionária,
artista plástica,
pra colorir o mundo,
aeromoça,
pra cortar os ares,
já quis ser puta,
pra ter todos os amores,
médica,
pra curar as dores,
já quis ser freira,
e orar pelo mundo,
pedir carona que nem vagabundo,

em todos os meus sonhos,
representava eu um papel,
bandida, a vilã ou então a mocinha,
nunca pensei ser simplesmente eu,

hoje, após tantos anos,
continuo querendo muito,
mas, se alguém me perguntar sobre o que ser,
tenho eu outra resposta,

um eu grande...

22 comentários:

Bípede Falante disse...

Parece que você está conseguindo :)

Lara Amaral disse...

Ah, tanto quis isso que pensei em ser atriz.

Mas a resposta para o que quero agora? Grande enigma... rs.

Adorei o poema!

Beijos.

Lua Nova disse...

Não é fácil ser... Não é fácil assumir o que somos de verdade, sem fantasias, sem desculpas, sem fugas emocionais e infantis.
Mas quando o conseguimos, a vida se simplifica, descansa, a alma fica em paz. Andamos sobre nossos próprios passos e nos sentimos em casa.
Beijos, caríssima.

Sylvio de Alencar. disse...

"nunca pensei ser simplesmente eu

O Grande Segredo!

Saulo Taveira disse...

Maravilhoso, ainda hoje, aos quase 28 anos, me vejo cheio de possibilidades. Antes era tudo um grande conflito, hoje, decidi me permitir.

"Não se sinta culpado por não saber o que fazer da vida.
As pessoas mais interessantes que eu conheço não sabiam,
aos vinte e dois, o que queriam fazer da vida.
Alguns dos quarentões mais interessantes que conheço ainda não sabem." Filtro Solar.

Beijo.

Marcio Nicolau disse...

Grande Patrícia, você é grande.

Patrícia Gonçalves disse...

Bípede, linda, tenho dúvidas...

beijo grande pelo incentivo!

Patrícia Gonçalves disse...

Lara, também pensei em ser atriz, quando vim pro Rio queria fazer Cal, depois aeromoça, rsrs. Deus, fui ser economista!

Moça, você tem um mundo de possibilidades!!! Pode tudo!!!

beijos linda!

Patrícia Gonçalves disse...

Lua Nova, bom te ler por aqui moça!

Moça, isso é uma verdade e tanto!

beijo grande!

Patrícia Gonçalves disse...

Sylvio, será?

Patrícia Gonçalves disse...

Saulo, isso mesmo, um mundo de possibilidades, mas use filtro solar! Lindo esse poema!!!

beijão!

Patrícia Gonçalves disse...

Marcio, lindo, queria eu...

beijo grande!

Cris de Souza disse...

Sonhei que estava acordada...

Beijos!

Lou Vilela disse...

Pelos quereres, vamos singrando os mares. ;)

Obrigada pelas visitas ao Nudez Poética e pelos 'feedbacks'.

Beijos

Fabrício Santiago disse...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Fabrício e cheguei até vc através do Blog Teatro da Vida. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir meu blog Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. Estou me aprimorando, e com os comentários sinceros posso me nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs



Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.


Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.


Abraços

http://narroterapia.blogspot.com/

Ana SS disse...

Obrigada pela visita ao Sinificantes.
Muito-bem-vinda por lá!
Seguindo-te.

A.S. disse...

Patricia...

Nunca desistas dos teus sonhos! Porque se eles se forem, tu continuarás vivendo, mas terás deixado de existir! (KAHLIL GIBRAN)

BeijOOO
AL

Patrícia Gonçalves disse...

Cris, e eu vivo sonhando em dormir... rsrs

beijos!

Patrícia Gonçalves disse...

Lou, é um imenso prazer te ler!

Obrigada pela visita!

beijão!

Patrícia Gonçalves disse...

Fabricio, obrigada pela visita, parabéns pelo blog, fui até lá, seu texto é bem legal, gostei muito!

Seja bem vindo aqui também!

Abração

Patrícia Gonçalves disse...

Ana, seu blog foi uma descoberta! Gostei muito!

Seja muito bem vinda aqui!

Beijão!

Patrícia Gonçalves disse...

AL, realmente, não somos nada sem os nossos sonhos!

Obrigada pela visita!

beijão