sábado, julho 03, 2010

De(u)s(H)umana

Somos humanos...
demasiadamente humanos...

entre a linha tênue do ser e não ser
habitam as feras, as bestas

na porta fechada da noite de cada um
desumanos atos desnudam sentimentos
cortam a carne deixam exposta a ferida

corro à frente do espelho e avalio
olhos, cabelos, boca
tudo em seu lugar
a metaformose mulher besta não ocorreu

enfim, continuo humana
demasiadamente humana
e, totalmente, desumana em meus atos de desafeto

p.s - Interessante a vida, pra uns sempre fui humana demais, generosa demais, sentimental demais, talvez um pouco demais! Para outros fui faltosa, um olhar que não dei, uma dor que não acolhi, enfim, desumana.   
Humana, desumana ou deusa? A escolha é sua!

20 comentários:

Helcio Maia disse...

Pode ser "tat"? Noutras palavras: todaas as três...rsrs

Andrea de Godoy Neto disse...

Patrícia, o que chamamos "desumano" é só mais uma face do demasiado humano. Nós humanos, somos sempre habitados por luzes e trevas, somos sempre conflito. E de tudo o que manifestamos, talvez as feras e bestas, guardadas atrás das portas fechadas, sejam o que nos lembre a nossa humanidade. Não fossem elas, considerando o ego, já estaríamos a nos achar anjos.

gostei muito
beijos

Michele P. disse...

Texto humanamente belo!

tonhOliveira disse...



Somos deste iMundo!

AprenDEU-Se,
entenDEU-Se,
DEU-Se
e perDEU-Se!

be:)os!

Bípede Falante disse...

Cortam e fazem guisadinho!
Forte o poema.
Adorei.
bjs.

Lua Nova disse...

Isto é tão verdadeiro que dói:
"entre a linha tênue do ser e não ser
habitam as feras, as bestas..."
Muito denso e, por isso mesmo belo.

Querida

Fiz um novo blog e te peço que vá lá e me dê sua opinião sobre ele, sobre a idéia em si e se concorda com ela. Não vou te explicar pois vc entenderá quando vir. Sua opinião é muito importante pra mim e estou ansiosa pra conhecê-la. Vá assim que puder, sim?
Beijos.

Sylvia Araujo disse...

Somos as três, que convivem dentro de nós o tempo todo, né? Às vezes é difícil ser rotulada como uma ou outra.

Lindoo, Patrícia!

Beijoca

Fouad Talal disse...

a gente é cordeiro-fera-humano-anjo-deus-diabo tudo junto borbulhando e avoaçando...
bjos!

aluisio martins disse...

ninguém ppode dizer de niguém salvo sombras, somos feras e almas belas, tudo junto.
gostei do seu canto
volto

Marcio Nicolau disse...

"...me cobrir de humanidade me fascina
e me aproxima do céu..."

(Parícia, sou teu fã, reli diversas vezes o poema e gostei especialmente do momento em que você recorre ao espelho e constata que que a "metamorfose mulher besta não ocorreu." Incrível isto! Você me deixa besta, sabia?!?)

Patrícia Gonçalves disse...

Helcio, pode... rssrsr!

Patrícia Gonçalves disse...

Andrea, mas encarar esse nosso lado é brabo, são anos e anos de análise para sermos mais leves, sem contar o ego, esse não deixa ninguém virar anjo.

beijão

Patrícia Gonçalves disse...

Michele, haveria alguém a dizer que é desumanamente belo!

beijão

Patrícia Gonçalves disse...

Tonho, gosto pra caramba dessa brincadeira com as letras, parabéns é muito legal!

Patrícia Gonçalves disse...

Bípede, é eu sei....

obrigada!

beijão

Patrícia Gonçalves disse...

Lua Nova, Linda, amei o seu blog e a homenagem!!!

Beijo grande!

Patrícia Gonçalves disse...

Sylvia, é moça, somos bicho esquisito, só mudamos o chapéu de vez em quando!

Dá para brincar:
Deusa desumana
humana Deusa
desumana Humana

depende do momento, é só inverter que cabe em todas as ocasiões!

beijão

Patrícia Gonçalves disse...

Fouad, pega o dicionário e acrescente mais um montão de adjetivos, substantivos e outras denominações possíveis, sacoleje, bote sal e limão e rum, que rum é bom, e aí sim a gente sai borbulhando!

bjs!

Patrícia Gonçalves disse...

Aluisio, que bom que gostou, só não consigo te encontrar pra dizer isso... rsrsr, assim, repito em todos os posts, mais rsrsr

beijão

Patrícia Gonçalves disse...

Marcio, lindo, de besta você não tem nada!!!!rsrsrsr

Você é que tem me deixado besta com os teus poemas, a cada dia um mais lindo!!!!

beijão