domingo, agosto 01, 2010

O vento...

Era somente uma tarde
quando o vento chegou, vinha das planícies distantes
entrou pela porta
soprava frio e solitário
mas, ele não falava a língua dos ventos e nada entendeu
o vento soprava as folhas que rodopiavam a sua volta,
às vezes, o vento era aragem lenta a acariciar seu cabelo
se enfurecia, era tempestade de areia
os dias transcorriam e a cortina bailava solo
o vento, a lhe fazer companhia
quando caía a noite
uma brisa cálida eriçava-lhe os pelos
além das estrelas e do lamento da lua
dormia embalado pelo uivo do vento
se sentia calor
o vento trazia-lhe o ar fresco das montanhas
no inverno, era aquecido pelo ar seco e quente do deserto
era sempre o vento
eterno companheiro do momento

mas, embora a presença do amigo nesses anos todos
nunca procurou falar a língua do vento
um dia, acordou e olhou pela janela
as folhas não mais tremulavam
a cortina, era só a cortina
chamou, chamou, chamou
e, então percebeu
a porta aberta
estava só

o vento nem havia se importado em bater a porta.


22 comentários:

Canto da Boca disse...

Belo, belíssimo! Há um momento em que até a natureza fica resignada... Interessante que a temática estrela anda rondando a minha vida, pari algumas no Canto, e outro@ amig@s blogueir@s, também buscaram as suas...

Beijo, e ótima semana!

;)

Sílc disse...

Patrícia lindo, encantadoras palavras... "e, então percebeua porta aberta estava só... o vento nem havia se importado em bater a porta."
Vento, brisa, ar, respirar, sentir as sensações que refletem (medo, prazer, calor, frio, desafios),um universo de sentimentos, linda Poetisa. Senti de tudo um pouco ao lê-lo! Parabéns. Vim passear e conhecer sua Casa e me encantei. Voltarei sempre, já te seguindo! E, minha Casa está bem aberta para recebe-la quando desejar. Seja bem vinda para passear nela também!
http://www.silviacostardi.com/

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

O vento nunca olha pra trás, né?

Lindo, lindo, menina linda.

Beijo imenso.

Rebeca

-

Ana SS disse...

o vento nem havia se importado em bater a porta

que audácia...!

! Marcelo Cândido ! disse...

O vento vem, leva e sempre é forte
!!!

Intocável
Compreensível
Ele é o cara heim
hehe
!!

Abçs

Robin K disse...

E quando esse vento vai embora, até das tempestades de areia temos saudades...

Saulo Taveira disse...

Lindíssimo. Fiquei profundamente emocionado. Eu que, ultimamente, tenho andado um chorão, não sei dizer que ponto mais me tocou. Mas senti, bateu uma brisa quanto lia, errepiando-me os pêlos, trazendo cheiros, lembrando-me de partir.

Bjus.

Marcio Nicolau disse...

Patrícia!! Acabo de te ler em Vidráguas (inclusive comentei lá) e aqui me deparo com este poema tão lindo final arrebatador!! Sou teu fã, já disse e adoro o Dias Genéricos.

Carol Morais disse...

Patricia, que lindo! Pude sentir o vento, a vontade, o tempo. Pude sentir e palavras que me fazem sentir sao palavras reais. E que transmitem sonhos ao mesmo tempo.

Lara Amaral disse...

Para quem entende a linguagem do vento, silvo é canção.

Beijos.

Márcio Vandré disse...

Uma das coisas que mais me faz entrar em devaneio é a beleza do vento, que mesmo abstrata, me inspira.
Agora mesmo estou escutando seu assobio.
Um beijo!

Patrícia Gonçalves disse...

Canto, obrigada! vi seu parto, belíssimo!

Procuramos estrelas, ventos, estações, estamos sempre a buscar...

beijo grande!

Patrícia Gonçalves disse...

Silc, obrigada pela visita! Já visitei a sua, adorei a colcha de retalhos, você é muito prendada!

Volte sempre!

Patrícia Gonçalves disse...

Não, Rebeca, nunca, esse é o trato!

beijão, moça sapeca! Ih, rima com Rebeca! rsrs

Patrícia Gonçalves disse...

Ana, o vento pode ser audacioso, também, se não o fosse, não seria vento, brisa talvez....

bjs

Patrícia Gonçalves disse...

Acertou, Marcelo!

vento vem, vento forte, vem lá do norte, vento vem!

bjs

Patrícia Gonçalves disse...

Robin, principalmente das tempestades!!!!

bj

Patrícia Gonçalves disse...

Obrigada, Saulo! Que legal saber que foi tocado pelo texto!

beijo grande!

Patrícia Gonçalves disse...

Márcio, vamos ter que brigar!!!! Eu é que sou sua fã!!!!!!

Beijo ENORME!!!!

Patrícia Gonçalves disse...

Carol, thank you!

beijo grande linda!

Patrícia Gonçalves disse...

Lara, me esqueci do silvo!!! Fazer versos sendo gaga é meio difícil, me esqueço das palavras! :)

bjs

Patrícia Gonçalves disse...

Márcio, eu também, sempre amei o vento, adoro dirigir de janela aberta só para sentir o vento!

beijão!