sexta-feira, agosto 13, 2010

Nuvens



[...Você é sol
Quando sou nuvem
você chove...]


[...nuvem que passa
não brancas nuvens
ou nuvem passageira
ser passageira, nas nuvens...]


P.S - Meus queridíssimos, não estou tendo tempo de visitá-los, mas gostaria de dizer o quão emocionada fico com todos os comentários carinhosos. Nessas manhãs frias, dias de muito estresse, as palavras de vocês me envolvem que nem cobertor, desejo de ficar aninhada entre elas. A cada dia me surpreendo mais com o carinho, atenção, amor e vida distribuídos aqui nesse espaço. Um grande beijo em todos!

20 comentários:

Lua Nova disse...

Um grande beijo pra vc também.
"Sou um obstinado combatente das urgências cujos efeitos colaterais nas minhas ações diante delas me adoecem o corpo e o espírito."
do noss amigo Cacá. Se tiver um tempinho, dá uma lida no último post dele. Sensacional.
Que o motivo do seu stress seja rapidamente resolvido.
Um fim de semana de soluções e paz.
Beijos e todo meu carinho.

Carol Morais disse...

Por que muitas vezes nos somos o sol, e nao nuvens e quando chove, nos estamos la, prontos para oferecer ao mundo o belo arco-iris.

Um big beijo, Patricia! ;*

A.S. disse...

Patricia,

Deixo-te o aconchego de um abraço querida...


BeijOOO
AL

Helcio Maia disse...

Patrícia, porque as letras tão pequenas? reflexo do frio? rsrs
Bj.

Lara Amaral disse...

Doce poema!

Adoro ler vc aqui e lá no Jujubas, sempre bom, querida!

Beijos, lindo fim de semana.

Ana SS disse...

quando sou nuvem você chove.
que dependência bonita.

Sil.. disse...

Eu prefiro ser a nuvem, que passa sempre!Não ficar estagnada!
E que deixa saudade!

Beijooooooooo Pat!!!!

Dóru você!

carmen silvia presotto disse...

Nuvem passageira, nuvem branca, nuvem momentos de Sol abraçado...

Um beijo Patricia.

Juan Moravagine Carneiro disse...

Também ando sem tempo...

Seus poemas são sempre belos e intensos!

abraço

Saulo Taveira disse...

saiba que tudo passa como nuvens, o mundo segue a girar e a vida segue, simplesmente. Não se prenda ao que não vale. Desejo-te o melhor, que saia logo o sol a iluminar e aquecer tuas manhãs.

Beijos gatona.
Te gosto muitão.

Patrícia Gonçalves disse...

Lua, que lindo, vou procurar saber quem é o amigo Cacá!

Obrigada pelo carinho, o estresse é decorrente do trabalho e das horas finitas!

beijo

Patrícia Gonçalves disse...

Carol, muito bem, oferecer ao mundo arco-iris é magnífico e superior!


A big kiss and huge hug!

Patrícia Gonçalves disse...

A.S.,

Você não sabe como seu abraço é um alento, obrigada pelo aconchego!

beijo grande!

Patrícia Gonçalves disse...

Helcio, rsrs, cara, sei lá, o computador de repente tava!

bjs

Patrícia Gonçalves disse...

Lara, obrigada, bom ser lida por você, a quem admiro tanto!

beijo grande!

Patrícia Gonçalves disse...

Ana, na verdade, não tinha pensado na dependencia, tinha pensado que realmente quando sou nuvem e encubro a luz ou alegri do outro, ele chove.

Esse poema foi feito pra Anita, e ela com certeza chove, muito, quando no céu têm nuvens!

beijo grande!

Patrícia Gonçalves disse...

Sil, por isso que o vento é tão amigo, sempre, nos levando, nos tirando da estagnação.

beijo, moça!!!!!

Adoro você também!

Patrícia Gonçalves disse...

Carmem, momentos de sol abraçado é tudo de bom!

beijo, moça!

Patrícia Gonçalves disse...

Oi, Juan, chato esses momentos que faltam tempo...

Obrigada e beijos!

Patrícia Gonçalves disse...

Saulo, obrigada pelas palavras carinhosas!

Te gosto muitão também!

beijo grande