sábado, novembro 06, 2010

Fragmentos


[mariposa perdida de amor
pela luz, se transforma 
em flor de pétalas secas]


[faca na pele alva 
desenha caminhos cinzas 
de seixos mortos]


[perdura no ar a flor 
que insiste a bailar sem vento]



18 comentários:

Marcelo Pirajá Sguassábia disse...

Oi, Patricia. Gostei demais do seu blog. O das jujubas tb é ótimo! Meu beijo e meu obrigado pela visita e pelo comment no meu sítio.

Lara Amaral disse...

Nossa, que lindos versos, Patrícia, de fincar n'alma!

Beijo.

Maria Rita disse...

Quem sabe assim bailando o vento não se comova e resolva ventar a seu contento.

Beijos pra Ti

Helcio Maia disse...

Magnífica a flor, que desafia o vento, ao bailar sem ele, que venta esperança, que sangra poesia.
Belas palavras, moça!!

Mônica disse...

Minha amiga poetisa, vc sempre me encanta com suas poesias (e com a prosa, claro!). Beijo grande e saudades das nossas conversas.

Ana SS disse...

Bonito bailar sem vento. É o que vc faz com as palavras.

Carmen Silvia disse...

Sim, um baile em versos que encanta e segue cantando conosco.

Um beijo Patrícia, que bom poema!

Domingos Barroso disse...

Bastam os primeiros versos
para que se abrace a alma
por uma bela, profunda e
melodiosa imagem

(a poesia de branco)

...

Belíssimo.

Carinhoso beijo.

Helcio Maia disse...

Pat, você é e sempre será muito especial. Seus dons, aptidões, suas peculiaridades é que fazem de você alguém inesquecível.
Portanto, nada e ninguém poderão abalar sua autoestima, você é predestinada ao brilho, ao sucesso, à alegria.
É com pedras que se faz o caminho. E perdas que, contudo, não têm o condão de fazê-la perder-se de si mesma.
Conte sempre comigo. Meu afeto é incondicional.
Beijo e abraço bem apertado!!

Patrícia Gonçalves disse...

Marcelo, que bom que gostou, volte sempre! Gosto também bastante do seu texto!

beijos

Patrícia Gonçalves disse...

Larinha, gosto quando as palavras me visitam e se apresentam assim bonitas.

beijo

Patrícia Gonçalves disse...

Maria Rita, pois é, quem sabe o vento não se comova, não sei, o vento apesar de amigo é arisco.

beijos e obrigada pela visita!

Patrícia Gonçalves disse...

Helcio, querido, muito bom te ver aqui de novo! Gostei da flor desafiando o vento, gostei da imagem.

bjs

Patrícia Gonçalves disse...

Mônica, o encanto é mútuo, moça!

Também ando com saudades!

beijo grande

Patrícia Gonçalves disse...

Ana, bonito saber, sempre gostei de balé.

bjs

Patrícia Gonçalves disse...

Carmem, dançamos e cantamos todos, é o baile da vida.

beijos, querida

Patrícia Gonçalves disse...

Domingos, a imagem baila com as palavras e segue no ritmo de uma alma contente.

Beijo, obrigada pela visita!

Patrícia Gonçalves disse...

Helcio, muito obrigada!!!!! Sua amizade aquece, suas palavras me abraçaram!

Beijo grande!