quinta-feira, maio 06, 2010

Segredos

Meu segredo, ah...
é ser como cadela no cio
deixando você se embriagar com
meu cheiro e se perder
em mim.

Meu segredo talvez, seja a minha loucura
minhas crises de choro
meu amor pela vida
o meu cheiro doce
meu jeito moleque
de sorriso maroto
o mal humor habitual,

talvez, eu nem tenha segredo
sou clara, cristalina
como chuva que vem e lava.

9 comentários:

Sil.. disse...

Patricia, as vezes nem sei o que comentar dos seus textos. As palavras não saem, tamanha emoção que sinto quando leio!

Um abração minha amiga querida, e continue nos iluminando sempre com esses textos, que só sabe fazer quem tem uma alma como a sua !!!

Patrícia Gonçalves disse...

Sil, querida, eu é que não sei agradecer tanto carinho.

Anônimo disse...

Só discordo do mal humor, pois você é a tradução da alegria, do tesão pela vida, da enovação de energia, em fração de segundos.
Você é superlativamente feminina (ou fe-menina).

Patrícia Gonçalves disse...

Anônimo, que legal ser percebida assim, acho que quando escrevi isso, eu tinha um mal humor habitual. Graças a Deus que os anos trouxeram o bom humor, capacidade de rir de mim mesma, rir não, gargalhar!!! adorei fe-menina.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Os segredos são esses mesmo....o óbvio, o que está no gesto, o que nunca é dito.....
mas.... a maioria quer cismar que temos outros segredos.
te gosto cristalina

Danizinha disse...

Linda a sua poesia!!

Patrícia Gonçalves disse...

Obrigada, Danizinha!

Patrícia Gonçalves disse...

Wal, como eu queria ser sempre cristalina..., como a chuva que cai do céu... e não a que escorre pelo chão.

Helcio disse...

Você é cristalina, é cristal, aí está o seu segredo, que nem a chuva consegue levar, que nem as crises de choro conseguem lavar.
Loucura? Só se for a de amar, de acalmar as tempestades, somente com o olhar.