segunda-feira, maio 24, 2010

Sede *

A estrela que brilha na borda da taça de cristal
É rubra

Luz que tremula na transparência
Lança cor no branco da toalha de linho
e deixa um rastro tinto
De vida e paixão

Não tenho sede de um copo de vinho
Tenho sede de ti
De beber-te inteiro
Sorver gota a gota
Feito vinho mais precioso
Quero beber todos seus líquidos
Quero beber pensamentos
Emoções e gestos
Quero beber teu cheiro
Tua risada
A ruga do canto dos olhos
Tuas lágrimas
Para jamais vê-lo chorar

Quero beber você
Beber, beber
E me embriagar

Bêbada, sair numa viagem louca
Passear nas palavras da página de um livro
Em meio às flores de um campo de girassol

No revoar com os corvos
No parque

Nesta viagem, sou eu e sou todas

A sombra da pedra da manha orvalhada

E, como bêbado perdido na mais pura noite
Quero beber-te continuamente
E, no traçado torto de meus passos
A cada gota eu me aqueço
A cada gota eu me perco

E, no entanto, eu me acho
Sempre um pouco mais.


(*) reeditado

19 comentários:

Helcio disse...

Essa embriaguez embriaga meus pensamentos, tropeço nas próprias pernas das lembranças, ainda meninas, a visão fica turva e a curva do tempo desfaz-se, sob um céu avermelhado, qual o rastro tinto, de vida e paixão.

Carol Morais disse...

[com. sem acentos]

Lindo demais!
As vezes eh preciso deixar de lado a sobriedade, pois, em algumas situacoes, so conseguimos alcancar certo lugares e sentir determinadas sensacoes quando estamos ebrios.

Beijos

Ivan Bueno disse...

Belo, Patrícia.
Belo, intenso e sensível. Ritmico e que prende a atenção. Gostei muito!
Quero beber mais poemas, vou lendo.
Beijo grande,

Ivan Bueno
blog: Empirismo Vernacular
www.eng-ivanbueno.blogspot.com

Juan Moravagine Carneiro disse...

Belissino...

Saímos todos embriagados depois de ler estes versos...!

Sarah Slowaska disse...

"Quero beber teu cheiro
Tua risada"

Ah, benditos sejam os poetas, criadores das mais belas figuras de estilo!

Saio embriagada daqui, de prazer, de saudades, sorrisos e lembranças!

Adorei!
Um beijo querida e MUITO obrigada pelo carinho! Saiba que é recíproco!

um beijo embriagado...rsrs!

Sylvia Araujo disse...

A cada gota tua um pouco mais.

É lindo o amor de urgências.

Uma beijoca, querida

Sarah Slowaska disse...

Querida, tem selinho prá você lá no Papo Cabeça!
beijoca

Canteiro Pessoal disse...

Patrícia querida. Obrigada pela visita ao jardim. Seja sempre bem vinda e com certeza pousarei por aqui muitas vezes, pois seus versos são cativantes.

Abraços

Priscila Cáliga

Sil.. disse...

Não quero voltar, me deixe lá, me abandone ao relento, perdida nas pedras, na areia, abraçada ao tronco da árvore, carvalho em flor. Quero ficar esquecida, esquecida de mim, da vida, perdida neste espaço de tempo nano eterno da minha pequena morte. Ah me deixe morrer, a morte é doce e nela me encontro

..............................

Sai embriagada daqui Patricia.

Minha amiga, voce me é tão querida!
Tenho feito amigos tão bonitos.
Gracias a la vida que me há dado tanto!

Um abraço grande!

betina moraes disse...

patrícia...

eu não sabia que encontraria uma poesia assim aqui...

estou encantada! sua letra é delicada e muito atenta ao que está no meio das folhas, no detrás da nuvem, no embaixo da pedra...


que bonito!


estou te seguindo, e lerei.

Patrícia Gonçalves disse...

HM, fico feliz de vc se deixar levar pela emoçao e ficar embriagado, faz um bem danado pra gente!!!

Patrícia Gonçalves disse...

Carol, concordo com você, paixão deve ser vivida da forma mais inebriante possível, com o máximo de teor alcoólico (figura de linguagem, rsrsrs)!!!! Com certeza a sobriedade tira a bossa da paixão.

bjs

Patrícia Gonçalves disse...

Ivan, que bom que você gostou! Por favor, beba todos os poemas, a casa é sua!

beijão

Patrícia Gonçalves disse...

Juan, que bom, fico feliz de saber ser a causadora da embriaguez, assim que curar a bebedeira, volte!

beijos

Patrícia Gonçalves disse...

Sarah, querida, benditos sejam os poetas, todo vez que entro em seu espaço saio mexida!

Que bom que essa sensação de embriaguez não traz efeito colateral.

Beijo grande e muito carinho pra vc!

Patrícia Gonçalves disse...

Sylvia, talvez a urgência é que faça tudo lindo, temos premência pelo ter, tocar e sentir com todos os sentidos, definitivamente, a urgência é que define a beleza da paixão.

bj

Patrícia Gonçalves disse...

Priscila, adorei seu canteiro! Eu é que te visitarei com frequencia!

Volte sempre!

bjs

Patrícia Gonçalves disse...

Sil, linda, sempre tão terna!Interessante, como esse espaço nos abre oportunidades de conhecer pessoas incríveis e estreitar laços de amizade.

Um grande abraço querida

Patrícia Gonçalves disse...

Betina, muito obrigada!!! Talvez minha atenção seja levada por minha emoção que caminha por lugares estranhos, como entre as folhas, atrás das nuvens e embaixo da pedra, quisera eu que ela caminhasse pelos caminhos normais, pavimentados e iluminados!

Grande beijo e volte sempre!