quinta-feira, setembro 23, 2010

Viagem

Sou eu a correr mundo, a voar com os ares
nuvem negra poeira do cosmos
contra a ampulheta que marca
a ausência de um abrigo
corro, corro, corro
busco orientação muda dos astros
voe mais alto - aconselham as estrelas

no espelho alguém do futuro me olha
um viajante recolhe rastros no infinito
contudo, os signos nada revelam
a areia do tempo tampouco - balbuciam os seixos

no caminho trilhado
Foto: Gustavo Longo/ br.olhares.com
as marcas se foram na impermanência das horas
o vento, perdeu-se no mistério da tarde

a brisa que agita o cabelo nada me diz
no não dito do silêncio o segredo continua intocado

cansado das tantas longas histórias
navegante do tempo, das horas e sentidos
chora o corpo o descanso das almas benditas
não pode parar - avisa o tempo

como bom peregrino aguardo
calado a espera serena de um trem fantasma

a estação que se aproxima
ainda não é a minha...

15 comentários:

Marcio Nicolau disse...

que bom te ver aqui seguindo viagem.

Patrícia Gonçalves disse...

Bom seguir viagem, estava com medo de ter sido abandonada pelas palavras. Parecia que haviam fugido com medo de contrair o vírus, mas, ainda andam meio arredias...

bjs

Carol Morais disse...

Que as estrelas continuem te aconselhando a subir cada vez mais alto e alto e alto!

Que lindo, Patrícia. Apaixonante o ritmo!

Um beijo

Valéria Sorohan disse...

Sempre a angústia do desconhecido futuro... bonitos os versos, Patrícia.. na verdade, lindos demais!!

BeijooO*

carmen silvia presotto disse...

Patrícia, sigo a viagem contigo, escuto o conselho das estrelas e te digo: tua prosa poética é um vagão de imagens e sentimentos aos nossos trens de Vida!

Um beijo carinhoso e te ler me revigora.

Bípede Falante disse...

Patrícia, no seu trem fantasma, reserva um vagão para mim, pode ser o último, que, se eu fizer muita gritaria, ninguém escuta :)
Adorei o poema.

Michele P. disse...

Patrícia

A vida é mesmo uma viagem. Só que não sabemos quando vamos chegar ao nosso destino final...Aproveitemos a paisagem, portanto!

Sílc disse...

Que inveja boa! Lindo seu texto. continue a nos deliciar com suas viagens. Pude sentir enquanto o lia. Obrigada pelo devaneio!
Fica aqui um convite com profundo respeito:
Nova Postagem na minha Casa.
Espero sua visita, e um retalho se desejar. Será uma honra ve-la passear por lá.
com amor e carinho,
Sílvia
http://www.silviacostardi.com/

Sílc disse...

Patrícia obrigada pela visita lá em casa. mas acho que pelo fim de semana frio, fiz outro texto "Meus segredos" que se desejar ficarei feliz que também deixe um retalho sobre ele.
Tenho uma linda imagem de Trem.
Estou enviando para que se desejar mudar de trilhos...Essa é a Imagem:

https://mail.google.com/a/silviacostardi.com/?ui=2&ik=6f142635f6&view=att&th=12b4eeed9a439eb5&attid=0.1&disp=inline&realattid=f_gek53hys0&zw

Beijos com carinho,
Sílvia

Patrícia Gonçalves disse...

Carol, obrigada! Sempre sigo o conselho das estrelas!

beijo grande!

Patrícia Gonçalves disse...

Valéria, obrigada. Sou perseguida por essa angustia, na verdade essa angustia é que me motiva a escrever...

beijos!

Patrícia Gonçalves disse...

Carmem, obrigada! é sempre bom ler seus comentários carinhosos!

Fico feliz!

beijos!

Patrícia Gonçalves disse...

Bípede, com certeza, você irá no meu vagão, assim, a gente pode fazer bastante bagunça, porque eu sou da turma dos bagunceiros!

Beijo grande!

Patrícia Gonçalves disse...

Michele, ótimo, é isso mesmo, temos que aproveitar a paisagem!

Obrigada pela visita, beijos grandes!

Patrícia Gonçalves disse...

Silc, obrigada pela visita e adorei seu texto! A honra é toda minha por tê-la aqui e lê-la lá!!! rsrsr

Não consegui abrir a imagem, está dentro do seu email!

beijo grande!