sexta-feira, março 12, 2010

Divagações matinais

Você aceita os conceitos como lhe apresentam ou você os questiona? Me vejo, eventualmente, com algumas questões bem interessantes, quero dizer, para mim pelo menos... com toda certeza essas questões já foram amplamente discutidas, estudadas, talvez já postuladas como axiomas. Mas, mesmo assim, quando elas chegam é como seu tivesse descoberto a pólvora, não "a pólvora", mas a minha pólvora. Foi assim com a criação de Deus, com o tempo presente, o questionamento do ser, a espiral da vida... Nesses momentos parece que fui atingida por um tijolo e a luz se faz. Tudo bem, alguns podem dizer que é óbvio, mas pra mim até aquele momento era só escuridão.

Minha última questão ocorreu no meio de um seminário, no momento em que todos iam discutindo questões complexas. Você já parou pra pensar e perguntar de onde vêm os pensamentos? Como se formam? De onde vem o desejo de pensar? Como se dá a máquina fazedora de pensamentos? A idéia quando chega pressupõe a possibilidade de ter havido um espaço onde estas foram concebidas, formuladas e estruturadas. O pensar pressupõe uma ação prévia de articular, estruturar o pensamento. Em que lugar se dá essa estruturação? Como é feita essa estruturação? Parece inconcebível que um conceito, uma idéia já saia pronta sem antes ter sido elaborada em algum lugar. É como se houvesse um pré cérebro, anterior à mente onde os pensamentos são formulados. Interessante, não?

Então, se não sabemos que lugar é esse podemos dizer que nosso ato de pensar pressupõe um ato continuo de autoconstrução. Assim, se há um comando de construção de pensamentos, pode também haver um comando do não pensar. Se penso logo existo, o ato de não pensar me leva a uma não existência... Talvez, um estado somente de percepção, como na meditação...

Precisamos aprofundar os estudos, por enquanto estão muito rasos, até aqui só levei a tijolada, a luz parece ainda estar longe.

5 comentários:

Helcio disse...

Cara blogueira,
questionar é próprio dos pensantes, portanto...questionemos.
Mas, a propósito, como você colocou sobre nossas cabeças, o que é o pensar? Penso, logo....insisto!!
Creio que os pensamentos, se mensageiros de desejos forem, trazem consigo o hálito do inconsciente, das grutas de nossas mentes. Interessante sua proposição de um pré-pensamento, uma espécie de ante-sala, onde as idéias seriam preparadas, para entrar em cena.
E, na honorável platéia, quem estaria? Outros pensamentos, que colidiriam com os recém-chegados, mordidos pelo ciúme ou pelo receio de perder espaço na vitrine das palavras?
Ótimo para enfeitar o que resta de vigília, após um dia pródigo em reflexões.
Parabéns pela provocação inteligente, que agita os pensamentos (sejam eles lá o que forem rs).

Mônica disse...

Amiga amo vc e desejo muitas tijoladas, pq é nelas que nossa vida se ilumina. Mas vamos torcar tijolos na cabeça por pedrinhas, afagos, beijos, sei lá mais o q. rsrsrs A iluminação não precisa trazer dor de cabeça! BJ

Patrícia Gonçalves disse...

Linda, com a minha intensidade toda eu nunca poderia receber pedrinhas na cabeça ao ser atingida por uma idéia, nem metaforicamente(kkkk). Mas, concordo com você que afago é muito melhor.
bj

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

é, conheço essas tiloladas.... e aí me pergunto: e então?
saber.....saber..... precisamos de algo pra botar pra andar. Adorei teus pensamentos, tenha sido formados onde quer que seja! rssss

Ivan Bueno disse...

Patrícia,
Esse texto de dar nó na cabeça tem mesmo muito a ver com meu aforismo de ontem.
Chegar a uma resposta acerca dessa criação dos pensamentos, penso eu, é algo ainda muito distante. Se ainda levarmos em consideração que mente e cérebro não são a mesma coisa, como fica?
Freud explica? Não, apenas tentou e tantos outros vêm tentando explicar, seja na área psicanalítica, religiosa ou filosófica. Os aí do meio encontram respostas mais fáceis, mas a mim pouco convincentes. Os outros vão atrás do palpável, do possível, e não de quimera.
Ótimo questionamento.
Beijo grande,

Ivan Bueno
blog: Empirismo Vernacular
www.ent-ivanbueno.blogspot.com